Risco de ebola no Brasil é 'baixo' diz OMS

O risco de o ebola chegar ao Brasil "é muito baixo", mas um sistema de vigilância é mantido em portos e aeroportos para evitar que o vírus passe a circular no país.
A maior epidemia de ebola da história da África Ocidental, já matou 729 pessoas das 1.323 infectadas desde fevereiro, em Serra Leoa, Libéria, Guiné e Nigéria, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).
Uma avaliação de risco realizada pelo ministério apontou como 'muito improvável' que o ebola circule no Brasil por dois motivos. Um deles leva em conta o histórico da epidemia, que nunca ultrapassou as fronteiras da África, e o outro a forma de transmissão ocorrida somente por contato íntimo com a pessoa infectada.
"É muito improvável que o vírus ebola se dissemine fora do continente africano. Há surtos desde 1976 e nunca houve transmissão fora da África. Diferentemente de outras doenças que se transmitem pelo ar, por partículas microscópicas, no ebola tem que ter contato com o sangue e fluídos corporais do doente e a transmissão do vírus só ocorre após a aparição dos sintomas", diz Jarbas Barbosa, secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde.
Está a cargo da  Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) fazer o monitoramento de pessoas que vierem desses países pelos aeroportos, portos e fronteiras. Mas a abordagem só será feita com pessoas visivelmente doentes, informou a agência.
"Se a pessoa apresenta sintomas, os comissários de bordo já acionam o aeroporto na chegada, que a recebe e isola. Depois, quem estava no avião também será avaliado. A outra medida se refere a uma pessoa que está no período de incubação do vírus, sem apresentar sintomas. Quando ficar doente, ela terá de ir ao hospital. Lá será informado que ela veio da África e será feita a checagem", diz Barbosa.

Informações: Uol

Wilson Ferreira

Técnico em SEO, liberal apartidário, autodidata em História, fascinado por mistérios, fundador e escritor. Nosso blog é focado em teorias da conspiração, porém você encontrará muitos artigos sobre política, história, sociedade, religião, misticismo, ocultismo e tudo que desperte um certo mistério.
    Comentar pelo Blog
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário