Representante do ISIS se manifesta em mesquita no Rio de Janeiro

A realidade é esta. O Imã (chefe religioso) defende a paz, mas um militante terrorista - vestido com roupas do ISIS - defende a decapitação de infiéis (nós). Isto declarado aqui no Brasil! 

Obviamente, este bárbaro não representa a maioria, mas também não é um elemento isolado. Se UM tem coragem de se levantar durante um serviço religioso e diante das câmeras de uma TV internacional, se identificar como membro do ISIS, e defender o terrorismo como uma obrigação do muçulmano, obviamente, encontra respaldo DE MUITOS OUTROS, mesmo por aqui.

O que um estrangeiro deste perfil faz no Brasil? Estaria recrutando prosélitos para lutar na Síria? Preparando ataques? Montando células?

O Brasil sediará um evento olímpico. Delegações americanas, francesas, canadenses, espanholas e israelenses estarão aqui. Todos alvos. O mundo estará vendo. O Brasil não é capaz de controlar nem bandido pé-de-chinelo, que dirá soldados treinados pelo ISIS! 


É indício forte de que, neste momento, células terroristas podem estar sendo montadas no Brasil, sob as barbas deste nosso governo, objetivando ataques terroristas durante as Olimpíadas de 2016. 

Informações: Geniza

Wilson Ferreira

Técnico em SEO, liberal apartidário, autodidata em história, fascinado por mistérios, fundador e escritor. Nosso blog é focado em teorias da conspiração, porém você encontrará muitos artigos sobre política, história, sociedade, religião, misticismo, ocultismo e tudo que desperte um certo mistério.
    Comentar pelo Blog
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário