Illuminati, Maçonaria, Nova Ordem Mundial, Profecias, Ocultismo:

Stephen Hawking quer buscar vida extraterrestre

O projeto Breakthrough Listen, apoiado pelo empreendedor russo Yuri Milner, terá uma duração de 10 anos e custará 100 milhões de dólares, sendo a tentativa mais poderosa, completa e intensiva de buscar sinais de vida inteligente extraterrestre no universo.

"Em um universo infinito, devem existir outros casos de vida. Pode ser que, em algum lugar do cosmos, talvez exista vida inteligente", declarou Hawking no lançamento deste projeto na Royal Society, a academia britânica de Ciências, em Londres.

"Seja como for, não há maior pergunta. É hora de se comprometer a encontrar uma resposta, de buscar vida além da Terra. Devemos saber", acrescentou o cientista, autor de trabalhos sobre a expansão do universo, os buracos negros e a teoria da relatividade.

O projeto utilizará alguns dos maiores telescópios já criados para buscar sinais de laser e espectros eletromagnéticos.

"Breakthrough Listen eleva a busca de vida inteligente no universo a um nível completamente novo", assegurou Yuri Milner, afirmando que o projeto permitirá recolher em apenas um dia uma quantidade de dados equivalente a um ano de pesquisas.

Segundo especialistas, a zona de trabalho será dez vezes superior às precedentes. Além disso, Breakthrough Listen permitirá detectar, 100 vezes mais rápido, ao menos cinco vezes mais frequências eletromagnéticas.

Apesar dos recursos comprometidos, a busca por vida extraterrestre inteligente é "uma grande aposta", considerou um dos principais líderes do projeto, o professor de astronomia britânico Martin Rees.

"Mas a recompensa seria tão colossal que a aposta vale a pena, mesmo que as chances de sucesso sejam baixas", ressaltou.

Em paralelo a esta iniciativa, foi lançado o projeto Breakthrough Message, uma competição internacional para criar mensagens digitais que representem a humanidade.

Até o momento não foi decidido enviar mensagens ao espaço, e o projeto deve gerar debate sobre se os seres humanos devem fazer isso ou não.

"Uma civilização lendo uma de nossas mensagens poderia estar a milhares de milhões de anos à nossa frente", disse Stephen Hawking, de 73 anos. "Eles seriam muito mais poderosos e não nos dariam mais importância do que nós damos às bactérias".

O astrofísico já havia enfatizado anteriormente que a história humana fornece muitos exemplos de encontros trágicos para civilizações menos avançadas, tais como os Incas com os espanhóis.

"Queremos conhecer a história (dos extraterrestres), os seus modelos sociais, como eles concebem a origem do universo", reagiu Ann Druyan, que enviava música para o espaço por meio do programa americano de exploração Voyager na década de 1970.

Mas antes de mergulhar nessas discussões acaloradas com possíveis formas inteligentes vindas de outros lugares, a primeira mensagem poderia ser simplesmente "Olá", ela disse.

Informações:http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/afp/2015/07/20/stephen-hawking-lanca-o-maior-programa-de-busca-de-vida-extraterrestre.htm?cmpid=fb-uolnot

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Arquivo do blog