Avião da Chapecoense sofreu sabotagem elétrica?


O avião em que embarcou a delegação da Chapecoense com destino à Colômbia fez um pouso forçado na região de Antioquia, naquele país, na madrugada desta terça-feira (29). A delegação da equipe estava a caminho do aeroporto José Maria Córdova, em Medellín, onde a equipe catarinense enfrentaria o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana deste ano.

A aeronave partiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, sob o número de identificação CP2933. A equipe fez escala no país depois de ter deixado São Paulo por volta das 15h35, horário local. O avião transportava 81 passageiros, sendo 48 membros da Chapecoense, 21 jornalistas, três convidados, além de nove tripulantes.

A conta oficial do Aeroporto José María Córdova no Twitter confirmou um chamado de emergência do avião que decolou de São Paulo e informou que a operação de resgate está sendo realizada apenas por terra devido as condições climáticas no local. Segundo informações da rádio Caracol, sobreviventes já estão sendo retirados do local do acidente e levados para o hospital de La Ceja, a cerca de uma hora de Medellín. Entre os nomes confirmados de sobreviventes, os primeiros foram o defensor Alan Ruschel, o goleiro titular Danilo e o goleiro reserva Jackson. As autoridades, no entanto, já enviaram pelo menos 15 feridos ao hospital de La Ceja.

Segundo controladores de voo colombianos, a causa do acidente seria uma série de problemas elétricos. Através da conta oficial do torneio no Twitter, a Conmebol confirmou que a partida de ida da final do torneio está adiada indefinidamente.

Wilson Ferreira

Técnico em SEO, liberal apartidário, autodidata em história, fascinado por mistérios, fundador e escritor. Nosso blog é focado em teorias da conspiração, porém você encontrará muitos artigos sobre política, história, sociedade, religião, misticismo, ocultismo e tudo que desperte um certo mistério.
    Comentar pelo Blog
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário