O plano dos Reptilianos para os humanos

Acredita-se que em 1947, em Roswell - Novo México (EUA), houve uma queda de uma espaçonave extraterrestre. Segundo os jornais da época, a Força Aérea Americana foi diretamente para lá, isolaram todo o perímetro, e capturaram o OVNI. Após a mega operação, eles declaram a imprensa que tudo não passou de um mal entendido, pois o que tinha caído foi um balão meteorológico. Óbvio que esta declaração não conformou a população, então criou-se a suspeita que os Estados Unidos tem trancafiado em algum cofre, uma nave espacial alienígena, o que justifica o crescimento estonteante da tecnologia neste país após este fato no Novo México.

Segundo o neto de um morador de Roswell, neste incidente, alguns moradores locais (inclusive seu avô) capturaram um extraterrestre ferido. Cuidaram dele, alimentaram-no e ainda deram-no um nome legal: Star Elder (ancião estelar). Até que este E.T. ficou curado, e como forma de gratidão, contou para eles a verdadeira história da criação da Terra, que não é contada no Discovery Channel nos livros de ciência. A história é a seguinte:

Em nossa galáxia existem bilhões de Seres das Estrelas, e as raças humanóides são a regra, não a exceção. Estas raças descendem de muitas formas de vida: répteis, insetos, dinossauros, pássaros e outras formas de vida que a humanidade nem consegue começar a imaginar. Uma das mais antigas Raças das Estrelas neste setor do Universo é a reptiliana Ari-An, a qual descende dos ancestrais dinossauros no sistema de estrelas de Órion. Governados por rainhas, criaram o mais poderoso império da galáxia: os guerreiros Ari-An, inigualáveis em ferocidade, bravura, poder e tamanho. Milhões de anos de incontáveis batalhas tinham permitido a esse Império desenvolver estratégias avançadas de guerra, como o “condicionamento” ou “reprogramação” (da mente) para controlar populações conquistadas e fazer delas propriedades em vez de responsabilidades.

Uma evolução inesperada de outra raça no Sistema Estelar de Sírius tornou-se uma ameaça ao Império Ari-An. Mesmo não tão antiga ou evoluída como a dos reptilianos, os guerreiros do Império Kanus, uma raça canina similar aos lobos amedrontaram a todos com sua ferocidade. Então um rápido avanço dos guerreiros Sirianos ameaçou a existência do Império Ari-An, e como resultado as rainhas procuraram os reis de Sírius para oferecer uma aliança. Um tratado foi acordado, e ficou delineado quais setores da Galáxia deveriam ser regidos por cada império, e por algum tempo, os guerreiros de ambos os impérios lutaram lado a lado.

Com o nascimento de um novo Sistema Estelar, o Rei de Sírius foi rápido em reclamá-lo. Assim que os sirianos começaram a explorar seus recursos, este novo sistema tornou-se um posto visado tanto para o Império Ari-An como para o Império Siriano, o que culminou numa nova guerra entre esses dois impérios. No final as forças Ari-An juntamente ao Rei An (Sirianos rivais), destruíram mundos inteiros mantidos pela oposição, incluindo suas luas e colônias.

Muito mais tarde, o Rei An mandou seu filho, o Príncipe Ea e sua filha, a Princesa Nin-Hur-Sag (ambos cientistas geneticistas) para reconstruir o mundo de Eridu, destruído pela guerra, e então explorar novamente os recursos necessários e valiosos achados lá. Eles restauraram com sucesso a atmosfera; colocaram vida nos mares; recriaram plantas, árvores e flores; e hibridizaram diferentes tipos de seres. O planeta Eridu (Terra) renasceu. Novas criaturas foram produzidas para habitar o planeta. Uma destas criaturas, Apa-Mus, era um híbrido macaco-besta cujo único propósito era o de servir e ser escravo nos campos e minas. Mas este animal era diferente dos outros, Ele podia entender ordens e podia se comunicar. A Princesa Nin-Hur-Sag tinha construído geneticamente o macaco-besta híbrido usando seu próprio DNA. A inteligência das bestas aumentou e começaram a se multiplicar rapidamente e a ensinar sua própria prole.

Quando outra espécie de trabalhadores criados geneticamente, os intraterrenos Sheti Lizards (Lagartos), revoltaram-se e tomaram o poder, os governantes dos Seres da Estrelas debandaram do planeta. Com a oposição fora do caminho, os Sheti usaram controle da mente e técnicas de programação que aprenderam de seus mestres para alterar as memórias dos descendentes remanescentes dos Seres das Estrelas (humanos). O conhecimento da raça humana sobre Seres das Estrelas foi substituído por mitos e lendas. A dominância Sheti foi e continua a ser desafiada por muitas outras raças das estrelas tentando reconquistar o controle da Terra – e da raça Humana – para seus próprios propósitos. A luta pelo poder continua, e hoje, uma guerra galáctica de conquista acontece violentamente sobre nossas cabeças. A Terra – e o Homem – são o prêmio.

Embora nascida de bestas e criada para servir, a raça humana foi criada por cientistas geneticistas que usaram seu próprio DNA e seu próprio sangue real. A linha real de Sangue Siriano confere à humanidade o direito de reivindicar a Terra como sua. Esta é a História que tem sido suprimida, a verdade que foi mantida escondida.

De acordo com essa história, a teoria reptiliana é mais que fundamentada. Os reptilianos do bem, os Ari-An, e os reptilianos malvados, os Sheti, brigando pelo domínio da Terra e dos seres humanos. Os Sheti se desenvolveram nas profundezas da Terra, ou seja, intraterrenos, e assim como nós, também têm sangue Ari-An, porém foram hibridizados com outras espécies. É fundamentado também o fato dos Sheti usarem do controle da mente para levar a frente seus propósitos de dominação, prática aprendida pelos seus pais, os reptilianos de Órion.

Creio que não foi apenas eu que identifiquei uma grande semelhança do império Ari-An de Órion com a (muito posterior) raça “pura” de Adolf Hitler, a chamada raça Ariana. É aí que começaremos a falar sobre este homem que marcou a história da humanidade.

O assim chamado Complexo-R é a região mais velha e mais primitiva da massa cinzenta do nosso cérebro. É o centro de agressão/sobrevivência de nossa existência. As emoções básicas que nos governam como amor, ódio, medo, luxúria, e satisfação emanam deste primeiro estágio do cérebro. Por milhões de anos de evolução, camadas de raciocínio mais sofisticado foram sendo adicionadas a esta fundação - nossa capacidade intelectual para pensamento racional complexo que nos fez teoricamente mais inteligentes do que o resto do reino animal. Quando nós estamos descontrolados de raiva, significa que nosso cérebro réptil está anulando os componentes racionais do nosso cérebro. Se alguém diz que agiu com o coração em vez da cabeça, quer dizer que o cérebro réptil e suas emoções primitivas tomaram o controle. Enquanto as partes mais modernas e sofisticadas do cérebro conseguem fazer o complexo pensamento do dia-a-dia, ainda é a antiga parte réptil que nos governa.

Uma coisa assustadora sobre o cérebro réptil é que ele não tem nenhum conceito de bem ou mal. Ele simplesmente exige uma ação de algum tipo. Não tolerará ficar na inatividade. Se não puder achar uma saída para uma ação criativa, caminhará implacavelmente para uma ação destrutiva, e se nenhuma das alternativas for possível, então ele começa a buscar a autodestruição. Assim, a humanidade como um todo, bem como os indivíduos, oscilam entre a guerra e outros impulsos assassinos, e a edificação pacífica e a harmonia. Às vezes quando não há nenhuma saída perceptível para uma atividade construtiva, especialmente entre os jovens e os idosos, e uma forte consciência está bloqueando uma saída destrutiva, uma depressão severa tomará conta de quem estiver neste estado de inatividade, empurrando terrivelmente a vítima para o suicídio. Assim, a consciência pode manter uma pessoa pura e honesta. Contudo, sobre condições erradas pode também empurrar a pessoa para o limite.

Um clássico exemplo do cérebro réptil em ação pode ser visto no trabalho do homem mais vil de todos os homens vis do século 20: Adolph Hitler. No princípio, Hitler teve fortes impulsos criativos para ser um artista. Porém, quando aplicou isso às escolas de arte ele foi considerado não ter o talento básico para a sua aceitação (talvez mais porque ele não teve as conexões sociais certas). Os sonhos de Hitler foram esmagados. Durante os próximos anos ele vagou pelas ruas da Áustria e da Alemanha. A essa altura, Hitler era uma pessoa completamente destituída que, segundo alguns historiadores, fez pelo menos dezenove tentativas de suicídio. Em uma de suas tentativas quase bem-sucedida, ironicamente, ele foi salvo da autodestruição por membros de uma família de judeus. Eventualmente, como todos nós sabemos, estando bloqueado para propósitos positivos e tendo falhado no suicídio, Hitler descobriu o partido Nazista, e o cérebro réptil dele encontrou seu caminho em uma orgia destrutiva que afetou ele mesmo e cerca de 60.000.000 de outros da sua espécie, e deixou grande parte da Europa em cinzas. Tudo é impulsionado pelo cérebro réptil. Desde as glórias de nossos poetas e curandeiros até os criminosos e assassinos que aterrorizam nossas ruas e casas.

É bem provável que Hitler também tenha sido dominado por seres Reptilianos intraterrenos que controlavam a mente dele, pois toda essa necessidade que ele tinha de criar uma raça pura, nada mais era que uma tentativa de selecionar pessoas que tinham esse DNA híbrido que falamos no post anterior. Uma tentativa de resgatar o DNA dos pais reptilianos do império Ari-An de Órion.

Esses reptilianos intraterrenos detém uma agenda com planos para o futuro da humanidade. Eles traçam estratégias mil para atingir o objetivo primordial de “querer conquistar o mundo”. Esta agenda reptiliana, ou pacto reptiliano foi divulgado na internet. Sei lá, alguns destes seres devem ter blog, facebook, orkut, vai saber... Mas isto vazou e eu vou trazer aqui pra vocês algumas dessas estratégias macabras para nos dominarem.

  • Será uma ilusão tão grande e tão vasta, que ela escapará da percepção deles (humanos).
  • Nosso objetivo será alcançado gota-a-gota, para nunca trazer suspeitas sobre nós.
  • Nós manteremos suas vidas curtas e suas mentes fracas, enquanto fingimos fazer o contrário.
  • Usaremos metais suaves, aceleradores de idade e sedativos nos alimentos e na água, e também no ar.
  • Eles estarão cobertos de venenos em todas as direções que se voltarem.
  • Os metais suaves irão causar a eles a perda de suas mentes.
  • Iremos prometer encontrar a cura em nossas muitas frentes, no entanto nós iremos alimentá-los com mais venenos.
  • Os venenos serão absorvidos através de suas peles e bocas, levando-os a destruir suas mentes e sistemas reprodutivos.
  • De tudo isso, seus filhos nascerão mortos, e nós iremos esconder esta informação.
  • Os venenos estarão escondidos em tudo que os cercam, no que eles bebem, comem, respiram e vestem.
  • Precisamos ser espertos na disseminação dos venenos, pois eles vêem longe.
  • Nós ensinaremos a eles que os venenos são bons, utilizando imagens engraçadas e músicas bonitas.
  • Quando eles nascerem, iremos injetar venenos no sangue de suas crianças e convenceremos a eles que é para ajudá-los.
  • Quando a capacidade deles de aprender tiver sido afetada, nós criaremos medicamentos que irão torná-los mais doentes e que causarão outras doenças, para as quais nós iremos criar ainda mais medicamentos.
  • Iremos fazer com que eles sejam dóceis e fracos perante nós, usando nosso poder.
  • Iremos distraí-los com fornicação, prazeres externos e jogos, tal que eles nunca possam ficar um com a unicidade do Todo.
  • Suas mentes nos pertencerão e eles farão o que mandarmos.
  • Se eles se recusarem, iremos encontrar modos de implementar tecnologias de controle mental em suas vidas. Usaremos o medo como nossa arma.
  • Nós iremos impor seus governos e estabeleceremos oposição dentro deles. Iremos controlar ambos os lados.
  • Nossas famílias nunca irão se misturar com as deles.
  • Nosso sangue precisa ser sempre puro, pois este é o caminho.
  • Nós faremos eles se matarem entre si, quando isso nos convier.
  • Nós manteremos eles separados da unicidade através de dogma e religião.

Ainda em tempo, para aqueles que polemizaram o assunto sobre as dimensões vibracionais, segue uma bela declaração a respeito:

Os reptilianos e outras entidades manipuladoras só existem apenas fora da gama de frequência de nossos sentidos físicos. A própria forma física deles demoliu-se e eles já não podem reproduzir. Assim eles buscaram se infiltrar na forma humana e usar isso para existir e controlar nesta dimensão. Eles escolheram a Terra para esta infiltração porque ela se assemelha mais com a vibração dos locais dos quais eles se originam. Estes reptilianos são viciados no "mundo" físico denso e nas sensações que ele oferece e eles não têm nenhum desejo de evoluir. A meta deles neste período é parar a Terra e a humanidade encarnada de fazer a troca da prisão física densa em paraíso multidimensional.

Do que eu entendo, este mundo físico denso está preso em uma "volta" de tempo fabricada na qual o "tempo" é um círculo, constantemente se repetindo. Note que um dos símbolos antigos para "infinidade" é a cobra tragando seu próprio rabo. O pentagrama ou estrela de cinco pontas, tão prevalecente no Satanismo, também é simbólico deste ciclo de "tempo" contínuo, a prisão vibracional. O período que nós estamos experimentando agora, então, foi experimentado antes. Nós só estamos novamente naquele ponto no círculo ou ciclo de repetição, como um rato correndo em uma daquelas rodas em uma gaiola. Não importa quão rápido ele corra, ele sempre cobre o mesmo chão. O que nós precisamos fazer é quebrar o círculo do "tempo" e assim a prisão. Nós estamos agora naquela parte do círculo que é mais vulnerável a isto por causa das mudanças vibracionais tomando lugar nesta parte do Universo e é por isto que o controle dos humanos tem aumentado tão rapidamente neste período - eles estão fazendo tudo que podem para defender a prisão deles do despertar dos ocupantes. O micro-chip é crucial para isso.

Como vocês puderam ver, o texto de hoje foi mais uma reunião de diversas citações, do que um texto com meus comentários. Mas foi necessário para poder falar sobre tanta coisa que ainda estava pendente. Para terminar, seguem as últimas declarações do David Icke, para fechar com chave-de-ouro esse tema.

Nós estamos no auge de uma mudança global incrível. Uma encruzilhada onde nós tomamos decisões que influenciarão enormemente a vida na Terra em um futuro próximo. Nós podemos arremessar para bem longe as portas das prisões mentais e emocionais que limitaram a raça humana por milhares de anos. Ou nós podemos permitir que os manipuladores completem a sua agenda para a escravização mental, emocional, espiritual e física de cada homem, mulher e criança do planeta com um governo mundial, um exército, um banco central, uma moeda corrente e uma população controlada por microchip.

Se você quer saber como será a vida aqui na Terra a menos que nós acordemos bem depressa, então dê uma olhada na Alemanha Nazista. Este é o mundo que espera a população global na medida em que o plano que eu chamo de a Agenda dos Reptilianos se desdobra pelo ano 2000 e nos primeiros 12 anos do novo século. 2012, particularmente, parece ser um ano crucial. As pessoas não têm nenhuma ideia do abismo que nós estamos fitando ou a natureza do mundo que nós estamos deixando para nossas crianças suportarem e a maioria delas parece não se importar. Elas vão ignorar o óbvio e entrar em negação de uma verdade que está bem em frente dos seus olhos.

Wilson Ferreira

Técnico em SEO, liberal apartidário, autodidata em história, fascinado por mistérios, fundador e escritor. Nosso blog é focado em teorias da conspiração, porém você encontrará muitos artigos sobre política, história, sociedade, religião, misticismo, ocultismo e tudo que desperte um certo mistério.
    Comentar pelo Blog
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário