Verdade Estampada

terça-feira, julho 15, 2014

Cientista americano cria um vírus da gripe incurável

Segundo o jornal "The Independent", um polêmico cientista dos Estados Unidos, Yoshihiro Kawaoka, desenvolveu uma forma de gripe que ignora o sistema imunológico humano. Isso aconteceu enquanto investigava vários vírus Influenza. O cientista, professor de virologia da Universidade de Wisconsin, Madison, modificou geneticamente a cepa do vírus da gripe A (H1N1), causador da pandemia de 2009, enquanto tentava criar vacinas mais eficazes contra a gripe. Ele afirma que o processo do estudo acompanha as mudanças naturais, demonstrando que se pode criar um vírus que ignore o sistema imunológico - consideração muito importante na criação de novas vacinas e medicamentos. Para a pesquisa, foi analisado o vírus H1N1 e selecionadas as cepas que o sistema imunológico não neutralizava. Logo, depois de várias repetições no processo, Yoshiro Kawaoka conseguiu criar um novo vírus.
Tanto o cientista quanto as autoridades qualificaram como adequadas as medidas de segurança adotadas pela equipe, já que o laboratório da Universidade de Wisconsin possui um alto nível de segurança biológica - nível 3, em uma escala de 4, de acordo com a classificação dos Estados Unidos. Apesar disso, as cepas de H1N1 estavam alocadas em lugares menos seguros (nível 2). Não é a primeira vez que Yoshiro Kawaoka causa desconforto na comunidade científica. Anteriormente, foi chamado de "estúpido e irresponsável" quando tentou reconstruir a gripe H1N1 de 1918, conhecida como a gripe espanhola, que matou uma grande quantidade de pessoas durante a Primeira Guerra Mundial.
Embora tais estudos aprimorem o conhecimento sobre vários vírus e permitam a criação de novos medicamentos e vacinas, sabe-se que o risco de um acidente biológico sempre existe, pois qualquer erro pode levar a humanidade a uma epidemia global de uma doença poderosa. Algo que, sem dúvida, seria uma tragédia para nossas vidas. Entre 2004 e 2006, o controverso cientista (alguns de seus colegas o chamam de “monstro da ciência”), deliberadamente, tentou aumentar a virulência da gripe aviária (H5N1) para estudar a evolução desse processo. Quando o projeto de Kawaoka foi anunciado, os cientistas presentes ficaram horrorizados com os resultados da criação de um vírus quase onipotente que poderia colocar em perigo a população, e questionaram fortemente os estudos.
Fonte:
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
 

Receba novas atualizações na sua caixa de entrada gratuitamente.