9 de outubro de 2014

Suspeita de Ebola interdita UPA Brasília

Um homem está isolado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) II, no Bairro Brasília, em Cascavel, devido a suspeita do vírus ebola. De acordo com informações, trata-se de um paciente que saiu da África, há 19 dias.
Na noite desta quinta-feira (09), o Ministério da Saúde foi avisado e uma equipe está saindo de Brasília para Cascavel. Há perspectiva de transferência para o Hospital Universitário ou para hospital de referência nacional.
Uma equipe de Controle de Infecção da Secretaria de Saúde do Estado também deve chegar em um voo, daqui a pouco.
Por determinação, outros pacientes e funcionários foram trancados dentro do local. Ninguém pode entrar, inclusive, médicos e enfermeiros que trabalham no turno da noite também estão do lado de fora.
O paciente há três dias, está com febre alta e procurou atendimento hoje pela manhã.
A orientação é para evitar pânico e segundo a enfermeira que conversou com a nossa equipe, a recomendação neste momento é para os moradores evitarem locais com muita concentração de pessoas.
Uma coletiva de imprensa está marcada para amanhã de manhã.
O que é?
Ebola é uma febre grave do tipo hemorrágico transmitida por um vírus do gênero Filovirus, altamente infeccioso, que desenvolve seu ciclo em animais. Há cinco espécies diferentes desse vírus, que recebem o nome dos locais onde foram identificados: Zaire, Bundibugyo, Costa do Marfim, Sudão e Reston. Este último não foi identificado em humanos.
Sintomas
Febre, dor de cabeça muito forte, fraqueza muscular, dor de garganta e nas articulações, calafrios são os primeiros sinais da doença que aparecem de forma abrupta depois de cinco a dez dias do início da infecção pelo vírus ebola. Com o agravamento do quadro, outros sintomas aparecem: náuseas, vômitos e diarreia (com sangue), garganta inflamada, erupção cutânea, olhos vermelhos, tosse, dor no peito e no estômago, insuficiência renal e hepática, hemorragia interna, sangramento pelos olhos, ouvidos, nariz e reto. O período de incubação dura de 2 a 21 dias. Os sinais e sintomas variam de um paciente para outro.

Informações: CGN


Postagem mais recente Postagem mais antiga


Redes Sociais

Facebook
Curta nossa página!
Google Plus
Siga a gente no Google Plus!
Twitter
Siga a gente no Twitter!
Pinterest
Acesse nosso canal!
 Autor

Assine a nossa newsletter

(Receba novas atualizações na sua caixa de entrada.)