26/04/2015

CABALA - O PERIGO DO OCULTISMO

CABALA - O PERIGO DO OCULTISMO
CABALA - O PERIGO DO OCULTISMO

Atenção! O texto foi escrito por alguém com uma visão totalmente religiosa com base no cristianismo, não sendo de concordância com a ideologia do dono do blog.

O que é a cabala? Essa seita realmente agrada o coração de Deus? O que fazer para não ser vítima desse tipo de filosofia de vida?

O termo vem do hebraico kabalah, e quer dizer "recebimento", "aceitação". A Cabala surgiu no século 200 a.C. como uma doutrina teológica, filosófica e metafísica dos hebreus que era transmitida de geração em geração. O vocábulo na língua portuguesa derivou de qabbalah, palavra que os árabes introduziram na Península Ibérica no século XIII e que já por essa época havia adquirido uma conotação diversa passando a referir-se à interpretação dos textos do Antigo Testamento.

A Cabala foi sempre cercada de muito mistério e até mesmo superstição porque se utilizava de preceitos e especulações místicas e esotéricas como forma de obter uma compreensão mais acurada a respeito da natureza de Deus, do Universo, e do próprio homem. Os cabalistas encontravam na abundância de metáforas, alegorias e símbolos presentes nos escritos antigo-testamentários um campo fértil para as interpretações que visavam revelar seus significados ocultos.

Dois livros, o Sefer Ietzirah, o Livro da Criação, e o Sefer ha Zohar, são o baluarte da doutrina cabalista e representam, respectivamente cada uma das duas partes principais em que se divide essa doutrina.

A primeira relaciona-se com o princípio de todas as coisas, com a gênese, buscando uma explicação simbólica para a criação. Já no Zohar, "luz", "resplendor", encontrava-se um sistema teológico e metafísico que buscava esclarecer a exata essência de Deus, definindo com isso o processo pelo qual Ele havia formado o universo. Com isso, os cabalistas julgavam também chegar a antecipar o futuro da alma humana.

Os cabalistas por volta do século III, quando foi escrito o Sefer Ietzirah, já se preocupavam com a manipulação das 22 letras e dos 10 algarismos formando 32 caminhos em direção à sabedoria, e aos quais atribuíam papel indispensável às suas especulações místico-filosóficas que contribuíram para a instituição da cabala prática. Esta, muitas vezes lançou mão da magia, nas interpretações numéricas e gramaticais resultados práticos que pudessem contribuir para os problemas cotidianos das comunidades judaicas.

O que a bíblia nos fala a respeito da cabala e do ocultismo?

A bíblia nos alerta a respeito dos enganos como os do kaballah. Ela nos adverte contra o envolvimento com o ocultismo(coisas secretas, escondidas). A Cabala, que tem sua origem no movimento místico judaico, é puro ocultismo, do qual devemos nos distanciar. Os profetas judeusnos alertaram sobre essas práticas e suas consequências. Portanto, a Cabala tem sua origem no judaísmo afastado do fundamento bíblico. Deus nos exorta através do profeta Isaías: "Quando vos disserem consultai os necromantes e os advinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultareis os mortos? À Lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta, maneira, jamais verão a alva. Passarão pela terra duramente oprimidos e famintos; e será que, quando tiverem fome, enfurecendo-se, amaldiçoarão o seu rei e ao seu Deus, olhando para cima. Olharão para a terra, e eis aí a angústia, escuridão e sombras de ansiedade, e serão lançados para densas trevas"(Is 8:19-22). Os "chilreios e murmúrios" mencionados por Isaías são com ocultismo transformam-se no oposto do que eram, tornando-se blasfemas e amaldiçoando o Deus verdadeiro, Sua Palavra e o Cristianismo.

"...e eis aí a angústia...": os que buscam o ocultismo não recebem ajuda real -geralmente acontece o contrário: muitas coisas pioram, relacionamentos se rompem e, como resultado, deixam feridas emocionais e dramáticos transtornos de personalidade.

"...escuridão e sombras da ansiedade...": é comum que pessoas envolvidas em práticas ocultas fiquem literalmente dementes. Ao invés de obterem liberdade, seu medo aumenta. Seu sono é perturbado e elas sofrem de depressão, que pode levar a pensamentos suicidas.

"... e serão lançados para densas trevas": no ocultismo não há perspectiva da eternidade. Quem lida com coisas ocultas entra em uma situação de desesperança e perdição, de prisão e escuridão espiritual, e a vida fica sem luz.
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR

Já curtiu? Clique em "FECHAR"...

Please wait..20 Seconds FECHAR
 

AdBlock Detectado

Desative o AdBlock e recarregue a página para acessar o conteúdo.

Nossa única forma de sustento são os anúncios de extrema qualidade do Google, tente se por no nosso lugar.

Muito obrigado pela compreensão.

×