Verdade Estampada

domingo, fevereiro 07, 2016

ALERTA - Foguete norte-coreano lançado hoje pode ser míssil


A Coreia do Norte afirmou neste domingo que realizou com sucesso o lançamento de um foguete de longo alcance e pôs em órbita um satélite espacial, uma ação considerada pela comunidade internacional um teste secreto de mísseis.

A televisão estatal norte-coreana emitiu um anúncio especial no qual assegurou que o país colocou em órbita seu satélite de observação terrestre.

Fontes dos governos de Coreia do Sul e Estados Unidos confirmaram o sucesso da operação sem dar mais detalhes.

A Coreia do Norte lançou o satélite Kwangmyongsong-4 (Estrela Brilhante-4) em um foguete de longo alcance que decolou da base de Sohae, no noroeste do país, segundo informou a televisão norte-coreana.

O satélite entrou em órbita nove minutos e meio depois da decolagem e circula sobre a terra a uma altitude de cerca de 500 quilômetros, segundo o comunicado da Administração para o Desenvolvimento Aeroespacial Nacional da Coreia do Norte divulgado pela "KCTV".

O organismo norte-coreano informou, além disso, que o Kwangmyongsong-4 leva "aparelhos de medição e de telecomunicações necessários para a observação da Terra".

No comunicado lido pela televisão, a agência reivindicou o "legítimo direito" da Coreia do Norte de "utilizar o espaço com fins pacíficos e independentes", em resposta aos protestos de Coreia do Sul e Estados Unidos que consideram o lançamento um teste secreto de mísseis que viola várias resoluções impostas pela ONU ao país comunista.

Coreia do Sul anuncia diálogo com EUA para instalar escudo antimísseis

O governo da Coreia do Sul anunciou neste mdomingo que começará as negociações com os EUA para a instalação do escudo antimísseis THAAD, depois que a Coreia do Norte lançou um foguete ao espaço no que se considera um teste de mísseis.

Autoridades do Executivo sul-coreano e das Forças dos Estados Unidos na Coreia do Sul (USFK) tomaram a decisão em reunião de emergência em Seul horas depois que o regime de Kim Jong-un realizou, aparentemente com sucesso, o lançamento no qual teria posto em órbita um satélite.

Ambos os países buscam "garantir a postura de defesa antimísseis da aliança Coreia do Sul-Estados Unidos contra as ampliadas ameaças da Coreia do Norte", segundo explicou um representante do governo sul-coreano citado pela agência local "Yonhap".

A possibilidade do desdobramento do americano THAAD na Coreia do Sul é um polêmico e caro projeto que até agora permanecia estagnado, em parte devido à oposição da China ao considerar que pode ser objeto de espionagem por causa de seu avançado sistema de radares.

O THAAD é o único método eficiente para a Coreia do Sul para interceptar a grande altura os poderosos mísseis do regime de Kim Jong-un, algo que não seria possível com o atual sistema de defesa nem com as tecnologias que Seul planeja implantar nos próximos anos.

Informações: Agencia EFE
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
 

Receba novas atualizações na sua caixa de entrada gratuitamente.