12/03/2019

Administração Científica: Taylor, Ford, Fayol, Escolas e Modelos

Taylor e Ford

Nem sempre existiu a produção de grandes quantidades de produtos, através do processo de produção em série, você já havia pensado sobre isso? Ou mesmo, quais foram os administradores, empresários ou pensadores que impulsionaram o surgimento da produção em alta escala?
Administração Científica: Taylor, Ford, Fayol, Burocracia, Qualidade e Modelo Japonês
Então, vamos conhecer a história dos princípios administrativos através das principais ideias do administrador Frederick Taylor e do empresário Henry Ford.

Para Taylor, a Administração Científica consiste em quatro princípios básicos: planejar, preparar, controlar e executar.

Henry Ford, para acelerar a produção, adotou três princípios: da intensificação, da economicidade, da produtividade.

A racionalização foi o fator diferencial para aumentar a produtividade, através de processos e controles.


Fayol e o Processo Administrativo

O trabalho de Henri Fayol é considerado uma das maiores contribuições para o campo da gerência e da administração. Em 1908 ele publicou os princípios da administração, em que mostra as possibilidades de formar administradores e criar o ensino formal de administração. Além disso, trata de forma mais clara os cinco elementos primários da administração: prever, organizar, comandar, coordenar e controlar (POCCC).

Para Fayol, a administração é uma atividade comum a qualquer empreendimento humano, a qual exige planejamento, organização, direção, coordenação e controle. Assim, Fayol considerava que todos deveriam estudá-la, o que exigiria uma teoria geral da administração que pudesse ser ensinada. Fayol fortalece o papel do gerente em tomar decisões, estabelecer metas, definir diretrizes e atribuir responsabilidades aos integrantes da organização, a fim de que as atividades de previsão tenham uma sequência apropriada.

Escola Burocrática

Você com certeza já vivenciou “momentos burocráticos”, ficou pensando “que coisa mais burocrática! Quem foi que inventou essa tal de burocracia?”. Entretanto, veremos que a burocracia não apresenta somente características negativas. Pelo contrário! A burocracia é um modo de gerir uma empresa, ou mesmo uma sociedade, pois é através dos princípios burocráticos que podemos estabelecer critérios e elementos para melhor coordenarmos e controlarmos determinados eventos.

A burocracia é apresentada a nós através do sociólogo, jurista, historiador e economista alemão Maximilian Carl Emil Weber, conhecido como Max Weber, que nos mostra que os comportamentos e as ações individuais são guiados por normas coletivas que já formam aceitas e reconhecidas pela sociedade (ou seja, legitimadas). Weber nos mostra que existe uma convenção de regras sociais que orientam o comportamento das pessoas. Portanto, a palavra chave da burocracia, segundo Weber, é racionalidade.

Modelo Japonês de Administração

Depois de conhecer o modelo americano de gestão com Taylor e Ford, entender a estrutura organizacional através do francês Fayol, e perceber a importância da burocracia através do alemão Weber, vamos abarcar um pouco da cultura e do modo de vida japonês, que muito influenciou o modelo de gestão das empresas.

A administração japonesa poderia ser classificada como um modelo fortemente embasada na participação direta dos trabalhadores, em especial na participação da produtividade e na eficiência voltada para a tarefa; na linha gerencial das relações e do desenvolvimento humano desenvolvida e implementada principalmente pelos americanos. As peculiaridades da administração japonesa merecem uma discussão mais profunda, pois vão além de técnicas gerenciais, a exemplo de sua cultura. A cultura organizacional das empresas japonesas é uma das respostas para o sucesso do modelo japonês de administração, contudo não é a única.

Escolas da Qualidade

O processo de busca pela excelência é um esforço contínuo das organizações. Sendo assim é relevante as organizações considerarem a qualidade como um fator essencial para o alcance da vantagem competitiva.

Conheceremos as escolas de qualidade através dos principais gurus da qualidade, pois a história da administração da qualidade total se confunde com a história do modelo japonês de administração, porque este é uma combinação dos princípios de técnicas da qualidade total, da administração científica e das tradições culturais japonesas, conforme conversamos no tema anterior.

Nesse sentido, a partir das reflexões iniciadas com a visão da qualidade no Toyotismo, essa seção apresenta a evolução histórica da qualidade total e a contribuição dos gurus da qualidade para a gestão das organizações.
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
 

AdBlock Detectado

Desative o AdBlock e recarregue a página para acessar o conteúdo.

Nossa única forma de sustento são os anúncios de extrema qualidade do Google, tente se por no nosso lugar.

Muito obrigado pela compreensão.

×