25/03/2019

Empreendedorismo: oportunidades, inovações e sustentabilidade

A análise de oportunidades e os erros mais comuns

Após uma fase de intensa criatividade em busca de uma ideia que aproveite bem uma oportunidade, é normal que os níveis de motivação e ansiedade do empreendedor cresçam e, com eles, a vontade de partir logo para a efetivação da ideia.
Empreendedorismo: oportunidades, inovações e sustentabilidade
Porém, ao fazer isso, ele estará pulando momentos importantes de análise, avaliação, maturação e planejamento da ideia. Se com tudo isso ainda há negócios que fracassam, imagine o quanto é perigoso seguir sem essa parte da caminhada empreendedora.


A inovação no contexto das oportunidades

"Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. As peças redondas nos buracos quadrados. Os que veem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou difamá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Eles empurram a raça humana para frente. Enquanto alguns os veem como loucos, nós vemos gênios. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo são as que, de fato, mudam" (Apple Inc., 1997).


A ação dos empreendedores desde a Revolução Industrial

Coragem, determinação, superação e poder de realização – características bastante louváveis do ser humano – foram responsáveis por várias criações positivas, como: as grandes invenções; o aumento da expectativa de vida; a cura de várias doenças; a vida mais confortável; as tecnologias incríveis. Por outro lado, características nem tão desejáveis do ser humano – como egoísmo e ganância – foram responsáveis por coisas negativas: a desigualdade social, a destruição da natureza, o desperdício, a corrupção, a competição sem ética e as guerras.

O legado a ser revisto e melhorado

Vimos que a prática econômica do homem tem sido incorreta e permeada de consequências indesejadas. Uma mudança de consciência se faz necessária, já que o legado dos últimos séculos teve seu peso sobre boa parte da população mundial. Esse desequilíbrio tem causado muitos problemas, alguns de ordem global e outros que parecem estar fora de controle do ser humano, ou seja, não temos como revertê-los, apenas podemos tentar achar caminhos para conviver com eles. Isso não é justo, e muito menos desejável, especialmente quando pensamos no planeta que vamos deixar para nossos filhos e netos. Deveríamos trabalhar para deixar um planeta pelo menos dentro do mesmo parâmetro do que recebemos – se possível, melhor do que o recebido. Porém essa não é nossa prática até o presente momento.

A importância do desenvolvimento local sustentado na ação empreendedora contemporânea

Toda a questão do desenvolvimento local sustentado (DLS) permeia novas práticas relacionadas às ações dos empreendedores do século XXI. Questões como comportamento, motivação, liderança, comunicação, planejamento e tomada de decisão precisam ser compatíveis e sinérgicas nas atitudes e na busca de resultados pelo empreendedor.

Em todos os momentos da caminhada empreendedora cabe ao empreendedor ser alguém capaz de lidar com os desafios, contextos e problemas de modo eficiente e eficaz em termos econômicos, comerciais e legais. Porém, mais do que isso, é preciso aliar a todas essas práticas a consciência e o exercício sustentável. E isso, muitas vezes, é algo que não é visto na realidade dos empreendedores.
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
PRÓXIMO ARTIGO PRÓXIMO ARTIGO
ARTIGO ANTERIOR ARTIGO ANTERIOR
 

AdBlock Detectado

Desative o AdBlock e recarregue a página para acessar o conteúdo.

Nossa única forma de sustento são os anúncios de extrema qualidade do Google, tente se por no nosso lugar.

Muito obrigado pela compreensão.

×